Pular para o conteúdo principal

William Shakespeare



Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o que, com frequência, poderíamos ganhar, por simples medo de arriscar.

Um gênio da literatura, mundialmente conhecido, um dos escritores mais famoso do mundo e o mais apaixonado, criador dos mais belos sonetos da língua inglesa, desde pequenos ouvimos falar sobre ele, em filmes, livros, revistas e jornais, nos encantamos por suas obras, são fascinantes simplesmente apaixonantes. Eu realmente gostaria de saber se William de fato amou alguém como ele descreve, poderia um homem amar desta forma?
Ainda não sei essa resposta talvez nunca saberei, mas sei que vou acreditar ser possível, pois as obras de William são compostas com uma profunda paixão da qual nunca vi em outro escritor, William ainda dá preciosos conselhos para a vida em outras obras.

O que mais posso dizer sobre este escritor genial que conquistou o mundo com suas obras poéticas e apaixonadas, sou grande fã dele assim como a Jane Austen, Sigmund Freud, Goethe e o brasileiro Machado de Assis.


  Biografia resumida e obras 


Shakespeare é considerado um dos mais importantes dramaturgos e escritores de todos os tempos. Seus textos literários são verdadeiras obras de arte e permaneceram vivas até os dias de hoje, onde são retratadas freqüentemente pelo teatro, televisão, cinema e literatura.                     

Nasceu em 23 de abril de 1564, na pequena cidade inglesa de Stratford-Avon. Nesta região começa seus estudos e já demonstra grande interesse pela literatura e pela escrita. Com 18 anos de idade casou-se com Anne Hathaway e, com ela, teve três filhos. No ano de 1591 foi morar na cidade de Londres, em busca de oportunidades na área cultural. Começa escrever sua primeira peça, Comédia dos Erros, no ano de 1590 e termina quatro anos depois. Nesta época escreveu aproximadamente 150 sonetos.

Embora seus sonetos sejam até hoje considerados os mais lindos de todos os tempos, foi na dramaturgia que ganhou destaque. No ano de 1594, entrou para a Companhia de Teatro de Lord Chamberlain, que possuía um excelente teatro em Londres. Neste período, o contexto histórico favorecia o desenvolvimento cultural e artístico, pois a Inglaterra vivia os tempos de ouro sob o reinado da rainha Elisabeth I. O teatro deste período, conhecido como teatro elisabetano, foi de grande importância. Escreveu tragédias, dramas históricos e comédias que marcam até os dias de hoje o cenário teatral.

Os textos de Shakespeare fizeram e ainda fazem sucesso, pois tratam de temas próprios dos seres humanos, independente do tempo histórico. Amor, relacionamentos afetivos, sentimentos, questões sociais, temas políticos e outros assuntos, relacionados a condição humana, são constantes nas obras deste escritor.

No ano de 1610, retornou para Stratford, sua cidade natal, local onde escreveu sua última peça, A Tempestade, terminada somente em 1613.  Em 23 de abril de 1616 faleceu o maior dramaturgo de todos os tempos, de causa ainda não identificada  pelos historiadores.

Romeu e Julieta 


A história fala sobre um casal de apaixonados que viviam na cidade de Verona-Itália, cujo suas famílias além de poderosas eram também rivais: Montecchio (Romeu) e Capuleto (Julieta). Essas famílias vivem em grandes conflitos, os quais perturbam a paz da cidade e a ira do príncipe que determina uma punição aos envolvidos nos conflitos, os mesmos seriam punidos com morte.
O casal de apaixonados se conhecem durante um baile de máscaras dado pela família dos Capuletos. Eles se encantam um com o outro e se apaixonam. Mesmo sabendo que suas famílias viviam em grandes conflitos, passam a se encontrarem às escuras sempre que possível. Casam -se escondidos na igreja da cidade.
Um dia dois Capuletos estavam conversando e chega Romeu com um amigo, eles discutem, brigam e Romeu acaba matando Teobaldo (primo de Julieta). A notícia logo se espalha pela cidade e o príncipe condena Romeu ao exílio.
Os pais de Julieta querem que ela se casa com Páris, mas é claro que ela não concorda com a ideia, pois ama Romeu. Então resolve falar com o frei Lourenço, o mesmo quem a casou com seu amado. Frei Lourenço dá a ela um remédio que a fará dormir e todos pensariam que ela estivesse morta, mas o efeito só dura 24 horas, logo ela o tomaria na noite anterior do dia do casamento.
Esse dia não demora muito e ela toma o remédio. Quando sua ama foi acordá-la ela já estava gelada, parecia não respirar; os batimentos de seu coração eram tão fracos que nem se percebia. A ama então contou para todos que se desesperaram ao saber da notícia. 
O padre pediu que preparassem tudo para o enterro da moça, pois nada poderia ser feito, ela estava mesmo morta. Frei Lourenço escreve uma carta para Romeu contando tudo e lhe explicando com detalhes até a hora certa para que ele fosse salvar sua amada, mas infelizmente a carta não chega nas mãos dele. Então frei Lourenço resolve ele mesmo ir salvar a moça e esconde-a em um convento até que Romeu fosse pegá-la, mas Romeu fica sabendo da morte da amada e resolve ir até lá e morrer ao seu lado.
Quando Romeu chega ao túmulo de sua amada esposa, Páris já estava lá e eles travam uma briga e Romeu o mata, em seguida se mata também ao lado de Julieta. O frei chega e tira a moça do túmulo, mas quando ela vê seu amado ali morto, resolve ficar e morrer com ele, pega a faca de Romeu e se mata. Quando o príncipe e as duas famílias chegou, já era tarde, o frei lhes contou tudo. As duas famílias muito magoadas com a morte dos únicos descendentes, resolvem se perdoarem e juram manter a paz em nome do amor de seus filhos-Romeu e Julieta.

Hamlet 


Hamlet, Príncipe da Dinamarca, retorna ao seu país-natal quando seu pai, o rei, morre. Ao chegar, já encontra sua mãe  casada com seu tio, que se tornara rei. Mas logo o fantasma do pai de Hamlet surge e conta ao filho que seu tio e sua mãe o tinham assassinado. Hamlet passa então a ser atormentado pela decisão de vingar a morte do pai ou ter uma atitude passiva em relação ao fato.
Considerada uma das tragédias mais conhecidas e célebres da Inglaterra, Hamlet ocupa desde 1879 o primeiro lugar entre as peças mais requisitadas da Royal Shakespeare Company, sendo a mais interpretada da história do teatro. São inúmeras as obras e os estudos escritos sobre esta criação de Shakespeare. Vários autores famosos discorreram sobre ela, entre eles Machado de Assis, Goethe, Charles Dickens e James Joyce, além de um número sem fim de críticos literários e criadores de todo o mundo.


Soneto 18 

Este é o sonetos mais famosos de William, o soneto mais lido em todo o mundo e com toda a certeza a mais belo!


Resultado de imagem para falling petals gif
Resultado de imagem para falling petals gif
Se te comparo a um dia de verão
És por certo mais belo e mais ameno
O vento espalha as folhas pelo chão
E o tempo do verão é bem pequeno.

Às vezes brilha o Sol em demasia
Outras vezes desmaia com frieza;
O que é belo declina num só dia,
Na terna mutação da natureza.

Mas em ti o verão será eterno,
E a beleza que tens não perderás;
Nem chegarás da morte ao triste inverno:

Nestas linhas com o tempo crescerás.
E enquanto nesta terra houver um ser,
Meus versos vivos te farão viver.




Shakespeare Apaixonado 

Este é um filme baseado na vida de William, no entanto, os fatos são fictícios, não sabemos se de fato William se apaixonou por essa mulher, mas vale a pena assistir, este filme é uma obra genial que expressa os sentimentos de William na crianção de Romeu e Julieta, eu  tenho que confessar me apaixonei pelo filme e pelo ator que interpreta William, assistam e me digam suas opiniões.


O jovem astro do teatro londrino William Shakespeare (Joseph Fiennes) sofre de bloqueio criativo e não consegue escrever sua peça. Um dia, ele conhece Viola De Lesseps (Gwyneth Paltrow), uma jovem que sonha em atuar, algo proibitivo no final do século XVI. Para burlar o preconceito e ter sua chance, Viola se disfarça de homem e começa a ensaiar o texto de Will, que começou a fluir e passou a dar vazão ao amor entre os dois. O que eles não contavam era com o casamento arranjado pela família entre Viola e Lorde Wessex (Colin Firth).



Curiosidades sobre Shakespeare 


  • Considerado o maior gênio da literatura em língua inglesa, Shakespeare escreveu 37 peças teatrais – somando 10 tragédias, 10 dramas e 17 comédias – e 154 sonetos.
  • Você sabia que as famílias italianas Capeletti e Montecchi realmente existiram?
  • Sabia que até o final do século XX foram produzidos mais de 400 filmes baseados nas obras de Shakespeare?
  • A obra do dramaturgo inglês foi estudada e discutida por diversos intelectuais, entre eles Arthur Schopenhauer, Sigmund Freud, Goethe e o brasileiro Machado de Assis.
Resultado de imagem para shakespeare apaixonado gif



Frases de Shakespeare 

1° “Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte. Aprende que o tempo não é algo que possa voltar.Portanto, plante seu jardim e decorre sua alma, em vez de esperar que alguém lhe traga flores.”
2° “O tempo é muito lento para os que esperam. Muito rápido para os que tem medo. Muito longo para os que lamentam. Muito curto para os que festejam. Mas, para os que amam, o tempo é eterno.”
3° “Nossas dúvidas são traidoras e nos fazem perder o que, com freqüência, poderíamos ganhar, por simples medo de arriscar.”
4° “Lamentar uma dor passada, no presente, é criar outra dor e sofrer novamente.”
5° “Não é a altura, nem o peso, nem os músculos que tornam uma pessoa grande, é a sua sensibilidade sem tamanho.”
6° ” Ser grande é abraçar uma grande causa.”
7°” Aprendi que deveríamos ser gratos a Deus por não nos dar tudo que lhe pedimos.”
8° “Aprendi que são os pequenos acontecimentos diários que tornam a vida espetacular.”
9° “Não é digno de saborear o mel aquele que se afasta da colméia com medo das picadelas das abelhas.”

10° Toda a gente é capaz de dominar uma dor, excepto quem a sente.


Algumas obras do Autor
Comédias: O Mercador de Veneza, Sonho de uma noite de verão, A Comédia dos Erros, Os dois fidalgos de Verona, Muito barulho por coisa nenhuma, Noite de reis, Medida por medida, Conto do Inverno, Cimbelino, Megera Domada e A Tempestade.
Tragédias: Tito Andrônico, Romeu e Julieta, Julio César, Macbeth, Antônio e Cleópatra, Coriolano, Timon de Atenas, O Rei Lear, Otelo e Hamlet.
Dramas Históricos: Henrique IV, Ricardo III, Henrique V, Henrique VIII.

Para ver a continuação clique aqui 

Postagens mais visitadas deste blog

Melhores Séries, Trilogias e Sagas

As séries andam fazendo grande sucesso na literatura; podemos passar horas viajando neste mundo, assistindo as adaptações, e descobrindo as novidades! O grande diferencial das sagas é a sequencia, e por isto acabamos nos envolvendo de forma mais intensa,ficamos loucos pelos os laçamentos e passamos à ficar procurando por novas sagas!
Então o Mosaico de Livros separa aqui para vocês algumas das séries que andam tendo reconhecimento estrondoso entre os leitores. Neste clima de ferias escolha a sua, pegue os óculos, uma xícara de café e se aconchegue no sofá!



1- A Mediadora
A mediadora, escrito por nossa adorada Meg Cabot escritora da série de livros O Diário da Princesa.
Falar com um fantasma pode ser assustador. Ter a habilidade de se comunicar com todos eles então é de arrepiar qualquer um. A jovem Suzannah seria uma adolescente nova-iorquina comum, com seu indefectível casaco de couro, botas de combate e humor cáustico, se não fosse por um pequeno detalhe: ela conversa com mortos. Suzann…

Primavera

Então a primavera chegou abra as janelas e deixe que ela entre, sinta o aroma das flores que percorre o ar, se deleite com as cores vivas das pétalas que apenas a primavera pode proporcionar. Este breve instante da natureza  nos faz apaixonar pela vida, seja bem vida primavera, traga seu encanto e beleza.
Estamos muito felizes e empolgadas com esta estação magica, somos apreciadoras do desabrochar das flores, para celebrar a estação vamos sugerir livros, para ler, apreciar e curtir durante esses dias floridos, sugerimos que antes de ler a postagem assistam este vídeo a primavera de Vivaldi, para entrarem no clima. 

Primavera de Vivaldi 



Ola! Leitores do Mosaico, como foi dito anteriormente vamos indicar alguns livros para lerem nesta estação, eu Thais vou indicar os cinco livros a baixo e a Mariana os próximos cinco, pois esta é uma postagem em conjunto acho que já percebem que fazemos postagens em conjunto de vez em quando. Então minha proposta de leitura é algo leve e romântico, são liv…

Resenha - The Kiss of Deception

As crônicas de amor e ódio, é um dos melhores livros de fantasia que eu li recentemente, a história me surpreendeu bastante, para ser sincera eu esperava apenas um romance modesto, no entanto o livro é além disso, além da fantasia temos muita aventura, ação e um romance que te deixara apaixonado pelos personagens.
Pode-se levar anos para moldar um sonho, mas é preciso apenas um segundo para despedaçá-lo."
A autora Mary E. Pearson me ganhou por utilizar elementos previsíveis para criar uma trama inteligente, mágica, cheia de manipulações políticas e focada no amadurecimento de seus protagonistas. Fazia tempo que não lia algo tão grandioso e apaixonante.
 Eu sabia que o livro se passa em um ambiente medieval e  indicado para fãs de Game Of Thrones estava esperando uma narrativa mais histórica e romântica. Mas, para minha surpresa, esse livro trouxe um equilíbrio entre esses dois gêneros de forma arrebatadora. "Tudo parecia perfeito, um verdadeiro conto de fadas menos para a pro…

Chá com poesia - Dia dos Pais

Hoje no Chá com Poesia é oferecido ao leitor três poemas belos, dóceis, e inspiradores; não por acaso, escolhidos para o dia de hoje. Hoje, no segundo domingo de agosto, é  dia não apenas de fazer a ligação, entregar presentes, mandar mensagem, ou fazer surpresas, é dia de reforçar aquele amor... Aquele que brota ao primeiro olhar, ao primeiro abraço, é aquele amor... paterno! Três poemas para refletir, amar e recitar... Feliz Dia dos Pais!
Ser Pai
Ser pai é acima de tudo, não esperar recompensas.
Mas ficar feliz caso e quando cheguem.
É saber fazer o necessário por cima e por dentro da incompreensão. 
É aprender a tolerância com os demais e exercitar a dura intolerância
(mas compreensão) com os próprios erros.
Ser pai
é aprender errando, a hora de falar e de calar. 
É contentar-se em ser reserva, coadjuvante,
deixado para depois. Mas jamais falar no momento preciso. 
É ter a coragem de ir adiante, tanto para a vida quanto para a morte.
É viver as fraquezas que depois corrigirá no filho, fazendo-s…