Pular para o conteúdo principal

Resenha- Enfeitiçadas

Resultado de imagem
Como prometido li o meu primeiro livro da primavera que recomendei para vocês e sim este livro é ótimo! 
Enfeitiçadas é primeiro livro da trilogia As Crônicas das Irmãs Bruxas, eu comecei a ler o livro com altas expectativas, eu esperava um livro cheio de emoção e aventuras e até romance, não me decepcionou, mas eu esperava que a autora trabalhasse um pouco mais o lado bruxas das personagens.
Antes do alvorecer do século XX, um trio de irmãs chegará à idade adulta, todas bruxas. Uma delas terá o dom da magia mental e será a bruxa mais poderosa a nascer em muitos séculos: ela terá poder suficiente para mudar o rumo da história, para suscitar o ressurgimento do poder das bruxas ou um segundo Terror.
Quando Cate descobre esta profecia no diário de sua mãe, morta há poucos anos, entende que precisa repensar seus planos. Qual será a melhor opção: servir a Irmandade, longe dos olhos vigilantes dos Irmãos caçadores de bruxas, aceitar uma proposta de casamento que lhe garanta proteção e segurança ou abandonar tudo e viver um grande amor proibido?

Prepare-se para se encantar com os jovens pretendentes de Cate, abominar o ódio e a repulsa que os Irmãos dedicam a meninas e mulheres, e aguardar ansiosamente pela sequência de As Crônicas das Irmãs Bruxas.

A trama se desenrola lentamente até chegar enfim no ponto alto do livro, Cate a personagem principal é a irmã mais velha das três bruxas e aparentemente a mais forte das irmãs, antes de morrer a mãe de Cate fez ela prometer que iria cuidar das irmãs custe o que custar, mas as coisas não serão tão fáceis para Cate, pois ela tem que lidar com os Irmãos um sociedade que caça bruxas e a Irmandade das bruxas que querem usar Cate e suas irmãs como armas para retomar o poder e ainda no meio disso tudo Cate se apaixona por Finn.
Mas sinto a magia em mim. Está ali, em cada respiração, em cada batimento cardíaco irritado, com seus fios diáfanos pulsando e apertando meu peito. Ela provoca, bajula, implora para se soltar. pág. 22
Um coisa que gostei no livro é Finn, ele não é o tipico mocinho de livros de romance, ele é ruivo tem sardas, usa óculos, charmoso e  intelectual muito diferente dos esteriótipos do heróis dos livros de romance, me encantei com Finn.  Ele tem uma livraria que esta falida e para sustentar a família trabalha como jardineiro na casa de Cate, foi ai que surgiu a paixão dos dois em meio a um roseiral.
Cate está sempre em conflito com sua irmã Maura, pois ela é rebelde e descuidada, dificultando a vida de Cate para proteger todas dos Irmãos, Tess a irmã mais nova é mais responsável e ajuda Cate. 
O livro é bem escrito gosto da narrativa rica em detalhes da autora, a forma que ela narra faz da história interessante e cativante, pois ficamos na expectativa de que algo pode acontecer a qualquer momento, que alguém irá descobrir o segredo de Cate e de suas irmãs. 
Acredito que no segundo livro a história seja mais envolvente e com mais ação, depois do desenrolar, estou muito curiosa para saber o que acontece pois tem um parte da profecia que diz que uma das irmãs irá matar a outra, não sei o que pode ser a autora nos leva a crer que Maura se tornara má, mas tenho minhas duvidas de quem vai matar quem ou pode ser que Cate consiga anular a profecia.
Para descobrir tenho que ler a sequência, estou ansiosa para ler, eu recomendo a leitura, acredito que é indicado para quem gosta de sagas estilo a saga do tigre ou a saga lux, eu gostei da história do enredo, mas sei la esperava um pouquinho mais de emoção ou até um pouco de terror já que estamos falando de bruxas, mas para o primeiro livro de um saga está ótimo, logo vou ler a continuação que é Amaldiçoadas e fazer a resenha para vocês, beijos e até a próxima resenha!

Postagens mais visitadas deste blog

Melhores Séries, Trilogias e Sagas

As séries andam fazendo grande sucesso na literatura; podemos passar horas viajando neste mundo, assistindo as adaptações, e descobrindo as novidades! O grande diferencial das sagas é a sequencia, e por isto acabamos nos envolvendo de forma mais intensa,ficamos loucos pelos os laçamentos e passamos à ficar procurando por novas sagas!
Então o Mosaico de Livros separa aqui para vocês algumas das séries que andam tendo reconhecimento estrondoso entre os leitores. Neste clima de ferias escolha a sua, pegue os óculos, uma xícara de café e se aconchegue no sofá!



1- A Mediadora
A mediadora, escrito por nossa adorada Meg Cabot escritora da série de livros O Diário da Princesa.
Falar com um fantasma pode ser assustador. Ter a habilidade de se comunicar com todos eles então é de arrepiar qualquer um. A jovem Suzannah seria uma adolescente nova-iorquina comum, com seu indefectível casaco de couro, botas de combate e humor cáustico, se não fosse por um pequeno detalhe: ela conversa com mortos. Suzann…

Resenha- Os Miseráveis

Jean Valjean chega à cidade francesa de Digne. É um ex preso, que foi forçado por dezenove anos à um trabalho forçado por ter roubando um pão para alimentar sua família. Após tentativas fracassadas de procurar alguma hospedaria para se abrigar naquela França preconceituosa (Valjean é expulso até mesmo de uma casa de cachorro) desiste de procurar algum lugar e decide repousar numa praça; acontece algo espetacular. 
 Alguém lhe indica uma casinha onde poderia passar a noite; a casa do bispo Benvindo.
 O bispo é o amor em pessoa; recebe-o agradavelmente e com muita honra; após se alimentarem e conversarem um pouco foram repousar. Benvindo o convida para o café da manha e Valjean se encanta com tanta bondade, depois de ser tao humilhado na cidade, o infeliz se surpreende com a atitude do bispo, que nãodemonstrou nenhuma atitude de medo ou uma atitude maldosa, mas de apenas compaixão e amor.
 Porém, mesmo após ter recebido uma atitude tão nobre, Jean faz um ato vergonhoso com quem lhe trato…

Resenha - Como Vejo o Mundo

Eu não tenho palavras para Albert Einstein. A leitura de fácil compreensão e as ideologias propostas conseguem deixar qualquer um empolgado com o livro.  Reconhecido por seu pacifismo e preocupação com o bem comum, neste livro Einstein oferece uma profunda reflexão sobre a nossa própria existencia.   Mas como evidências valem mais que opniões; eu trouxe aqui um trecho do livro que achei bem curios: o seu ponto de vista sobre a riqueza.  "Todas as riquezas do mundo, ainda mesmo nas mãos de um homem inteiramente devotado à ideia do progresso, jamais trarão o menor desenvolvimento moral para a humanidade. Somente seres humanos excepcionais e irrepreensíveis suscitam idéias generosas e ações elevadas. Mas o dinheiro polui tudo e degrada sem piedade a pessoa humana. Não posso comparar a generosidade de um Moisés, de um Jesus ou de um Gandhi com a generosidade de uma Fundação Carnegie qualquer."
COMO NÃO CONTINUAR LENDO?!  Ele faz também referência às religiões. Uma refêrencia que se …